E se Jesus…?

Dedicado à minha mãe, que não parou de perguntar até agora “cadê aquele texto bem legal sobre Jesus?”. 

Sim, eu sou evangélico e frequento uma simpática igreja no Méier, bairro da Zona Norte carioca. Não, eu não quero seu dízimo nem vou te discriminar.

Certo dia eu estava na escola dominical (uma “aula” sobre a Bíblia e suas passagens). O assunto que estava em pauta era a representatividade de Jesus para o povo Judeu. Conversa vai e história vem, o seguinte diálogo começou:

– Pessoal, os judeus não viam Jesus como messias, salvador. Ele era mais um “profeta”, um cara diferente.

– É verdade tia, eu bem lembro daquela história de Jesus entrando na cidade de burrinho. Isso é mais um motivo, né? Eles idealizavam um salvador grandioso, com a aparência poderosa. Imagina um Jesus Boladão!

A partir disso, as pessoas começaram a elucubrar sobre uma outra realidade de Jesus, diferente da verdade humilde e pobre que Ele viveu. Falaram em “MC Jesus”, andando pela Galiléia de cordão de ouro e sandália importada. Jesus Maromba, envolvido na academia, forte e musculoso. Até em rapper gangster eu ouvi Ele sendo posto.

Pensem comigo. “Atenção rapaziada do baile, chegou a hora do DJ mais esperado da noite. Com vocês, Nazarenoooooo!”. E a Jesus sobe no palco e diz: “Salvem-me, a paz de meu pai!”. Tá, é bizarro, desculpa por isso. Eu gosto muito Desse cara que me permito criar essas coisas.

Mediante essas novas faces de Jesus, fiquei imaginando na real figura humana que Ele deveria ter. Afinal, Ele foi homem de carne e osso, até chorou. Dois pontos principais e que irão guiar esse texto surgiram na minha mente: o local onde Ele nasceu e o que pregava.

Jesus nasceu em Belém, uma cidade da Cisjordânia, dez quilômetros ao sul de Jerusalém. Sendo assim, pode-se ressaltar que nosso amigo não era um perfil europeu-loiro-claro-branquelo. Coloquem um árabe na frente de vocês. Sem cabelo liso, altura mediana e um tom de pele pardo. Colocaram? Então, Jesus deveria ser bem parecido.

Vamos ao segundo ponto. Jesus era um cara humildão, trocava ideia com todo mundo, até andou com uma rapaziada meio “underground” pra pregar o amor. A morte dele na cruz foi por amor, sem ver a quem. Amou todo mundo acima de tudo. Ouvia a criançada, contava história e dizia pra dividirmos as coisas.

Aí os caras hoje querem pregar sobre prosperidade exacerbada, inventam campanhas milagreiras e, o pior de tudo, brincam com sentimento e realidade dos mais necessitados, prometendo vitória atrás de vitória. Deturparam Jesus. Transformaram-no num caucasiano cabeça em pé que só olho pros “seus”.

Enfim, eu gosto do meu Jesus “vida real”. Rapper, gangster, maromba, sei lá. Imaginem como quiser, só não digam o contrário do que Ele falou. Não apaguem a mensagem de um cara que é puro amor.

Beijos e fiquem com Jesus.

12324911_885465324865223_1636626567_n

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s